LeftRight

Category : Copyright

«Copiar Compensa» Os 12 grandes roubos do milénio

Copyright

Compilação dos 12 grandes roubos do milénio, apresentado por Rodrigo Moita de Deus na TEDxCascais.

Rodrigo Manuel Botelho Moniz Moita de Deus, nasceu a 21 de Novembro de 1977. Tem três filhos.

Actividade Profissional — Em Agosto de 1997 Executive Account na agência de publicidade Publicis; Abril de 1998 jornalista do semanário Euronotícias, na área da política; Fevereiro de 2000 jornalista do Semanário onde acumulou funções de Assessor do conselho de Administração do Grupo, director da revista Teenager, director e gerente do jornal Algarve Região; Setembro de 2001 comentador do programa “Noites Marcianas” na SIC; Outubro de 2002 coordena a assessoria de comunicação do Molds Event 2002 (Semana Internacional dos Moldes), para o ICEP; Em 2003 e 2004 é programador da feira “Livros no Chiado”. De Janeiro de 2003 a Fevereiro de 2005 desempenhou funções no gabinete da Vice-Presidente da Assembleia da República (IX Legislatura); Março de 2006 assessor do Conselho de Administração da Fundação Champalimaud. Em Novembro de 2007 assumiu as funções de Director de Clientes da LPM Comunicação. Actualmente é Director Geral da Nextpower.

Melhorar as pesquisas no Google, procurar por extensão do ficheiro e domínio

CopyrightInternetTruques e Dicas

O Google consegue ler e indexar à sua base de dados o conteúdo da maioria das páginas e ficheiros anexos aos sites que devolve nos resultados das suas pesquisas.

Existem algumas técnicas de melhoramento das pesquisas no Google que lhe permitem encontrar com relativa facilidade quase todo o tipo de conteúdos que pode desejar, mesmo aqueles que não deveriam ser encontrados…

Já foram antes apresentados uma série de truques para encontrar filmes, música e software, agora vamos ver como refinar as pesquisas para encontrar ficheiros de uma determinada extensão (filetype).

 

Para começar, é importante que saiba que o Google indexa os seguintes formatos de ficheiros:

  • Adobe Flash (.swf)
  • Adobe Portable Document Format (.pdf)
  • Adobe PostScript (.ps)
  • Autodesk Design Web Format (.dwf)
  • Google Earth (.kml, .kmz)
  • GPS eXchange Format (.gpx)
  • Hancom Hanword (.hwp)
  • HTML (.htm, .html, other file extensions)
  • Microsoft Excel (.xls, .xlsx)
  • Microsoft PowerPoint (.ppt, .pptx)
  • Microsoft Word (.doc, .docx)
  • OpenOffice presentation (.odp)
  • OpenOffice spreadsheet (.ods)
  • OpenOffice text (.odt)
  • Rich Text Format (.rtf, .wri)
  • Scalable Vector Graphics (.svg)
  • Text (.txt, .text, other file extensions), including source code in common programming languages:
    • Basic source code (.bas)
    • C/C++ source code (.c, .cc, .cpp, .cxx, .h, .hpp)
    • C# source code (.cs)
    • Java source code (.java)
    • Perl source code (.pl)
    • Python source code (.py)
  • Wireless Markup Language (.wml, .wap)
  • XML (.xml)

Para realizar uma pesquisa por extensão de ficheiro utilize o seguinte código:

filetype:extensão “nome do ficheiro”

 

Pode melhorar esta pesquisa, restringindo a busca a um determinado domínio (por exemplo, www.dominio.com), utilizando o código seguinte:

site:www.dominio.com filetype:extensão “nome do ficheiro”

[hr]

Vamos a um exemplo prático.

Sempre que precisamos de consultar legislação, vamos ao http://dre.pt/ e procuramos pelo documento pretendido. Mas tudo fica mais difícil quando não sabemos ao certo em que data foi publicado esse diploma que tanto precisamos!

Há uma forma diferente de resolver o assunto…

Sabemos que os diplomas são disponibilizados com a extensão .pdf (Adobe Portable Document Format), então teremos que utilizar o seguinte código (por exemplo para consultar o Código dos Contratos Públicos):

site:dre.pt filetype:pdf “código dos contratos publicos”

Boas pesquisas e até breve!

Estudo põe a nu o mundo da cópia e do plágio académico em Portugal

CopyrightNotícias

Depois do escândalo dos magistrados que, apesar de apanhados a copiar, receberam uma nota de 10, e da notícia da venda de teses de doutoramento por 50 mil euros, uma investigação publicada na edição 967 da Revista Visão revela que «a praga dos plágios generalizou-se nas nossas universidades. De estudantes a professores, não há inocentes. E há até quem faça teses a troco de alguns milhares de euros».