LeftRight

Category : Vias de Comunicação

Aquaplaning nas Estradas Portuguesas – Verificação de Segurança à Hidroplanagem

EngenhariaVias de Comunicação

Num estudo intitulado «O PERIGO GRAVE DE HIDROPLANAGEM NAS ESTRADAS PORTUGUESAS FORMULAÇÃO DE CÁLCULO E PROPOSTAS PARA RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS», publicado na revista técnica da secção Norte da ANET, o Observatório de Segurança de Estradas e Cidades (OSEC), realça que os alunos de engenharia “não aprendem a calcular a Velocidade Crítica de Hidroplanagem”, a partir da qual ocorre o “aquaplanig”, destaca a edição online do Jornal de Notícias.

Prevenção de municípios e cidadãos – Precipitação, cheias, inundações e neve

HidráulicaVias de Comunicação

Com o final do Outono e a aproximação do Inverno há que acautelar os efeitos de algumas vulnerabilidades a que normalmente o território continental fica sujeito.
A precipitação, a queda de neve, as cheias e as inundações podem causar elevados danos pessoais e materiais. Vejamos como podemos minimizá-los e evitá-los se todos, cidadãos e autarquias, agirmos antecipadamente.

Acidentes Rodoviários – Ensaio da Mancha de Areia e do Pêndulo Britânico

EngenhariaVias de Comunicação

As irregularidades superficiais dos pavimentos influenciam o desempenho e a segurança na utilização de um pavimento rodoviário.

A principal forma de medição da macrotextura é através do ensaio de Mancha de Areia e da microtextura é geralmente obtida com o ensaio de Pêndulo Britânico (British Pendulum Tester).

ensaio de mancha de areia, mancha de areia, pendulo britanico norma, ensaio mancha de areia, altura de areia em rodovias (hs), calculo de ensaio de mancha,

Perfilómetro a Laser para Inspecção de Pavimentos

EngenhariaVias de Comunicação

A Estradas de Portugal, S.A., prepara-se para avaliar a qualidade dos 14 mil quilómetros da Rede Rodoviária Nacional que estão afectas à EP, utilizando para o efeito um Perfilómetro a Laser para Inspecção de Pavimentos.

 

O Perfilómetro Laser é um aparelho que permite medir os desvios altimétricos da superfície do pavimento em relação a um perfil ideal. Com base nesse perfil longitudinal podem calcular-se os diversos indicadores da regularidade superficial do pavimento, como por exemplo o índice de irregularidade longitudinal (IRI).

perfilometro,

Sistema Geral de Rúbricas Rodoviárias

PlaneamentoVias de Comunicação

O Sistema Geral de Rúbricas é o sistema normalizado de codificação dos trabalhos envolvidos nos projectos e obras rodoviárias.

Conforme se pode ler no portal oficial da Estradas de Portugal, a utilização do sistema geral de rúbricas rodoviárias é obrigatória por parte dos projectistas, na elaboração de mapas de quantidades de trabalhos e orçamentos de projectos.

Telemática Rodoviária

Vias de Comunicação

A telemática rodoviária está relacionada com os recursos tecnológicos responsáveis pela recepção, envio e armazenamento de informação recolhida sobre sistemas de transportes em operação.

Combinando tecnologias associadas à electrónica, informática e telecomunicações, procura-se com a telemática rodoviária obter e tratar, em tempo real, uma enorme quantidade de informação visando melhorar o controlo dos sistemas de transporte e a fiabilidade associada à informação dos serviços prestados.

Formulação de misturas betuminosas: Utilizar o solver do EXCEL para colocar a curva dentro do fuso

EngenhariaVias de Comunicação

Na realização de estudos para misturas betuminosas, um dos processos passa por encontrar as percentagens de cada agregado na mistura.
Em Portugal, é norma termos por base o Caderno de Encargos do EP para formulação das misturas e definição do fuso limite, dentro do qual deverá estar a curva granulométrica da nossa mistura.

De seguida poderá encontrar um pequeno tutorial para determinar as percentagens de cada fracção de agregados para que a curva da mistura se encontre bem dentro do fuso limite. Para atingirmos este objectivo iremos utilizar a ferramenta de solver do EXCEL.

Especificações LNEC e Eurocódigos em Português

EdifíciosEngenhariaEstruturasGeotecniaHidráulicaLegislaçãoVias de Comunicação

Foi actualizada a lista das partes dos Eurocódigos disponíveis no enGENIUM 2.0, tendo-se adicionado diversas partes em Português (versões NP EN(V)) e outras partes que estavam em falta.
Pode consultar em http://engenium.wordpress.com/2006/10/18/eurocodigos/

.

Foi igualmente actualizada a lista de Especificações do LNEC disponíveis em função das especificações vigentes, consulte em http://engenium.wordpress.com/2006/10/18/especificacoes-lnec/

.

Partilhe também os seus documentos através do www.4shared.com , um serviço que permite armazenar online de forma gratuíta e muita rápida arquivos com até 100MB num disco virtual com 5Gb de espaço!

eurocodigos portugues,

Sistemas de Rega – Concepção e Instalação

ArquitecturaEngenhariaHidráulicaVias de Comunicação

Se tiver em conta que 70% de toda a água utilizada no mundo é usada para regar plantações agrícolas e jardins, a ideia de poupança de água através da rega eficiente é vital no futuro das nossas reservas de água.

Os sistemas de rega, nas suas variantes, utiliza aspersores, que podem variar de pequenos pulverizadores emergentes usados num simples jardim, até aspersores rotativos de maiores dimensões para aplicações comerciais ou agrícolas; ou, em sistemas de baixo volume, gotejadores, brotadores e micro pulverizadores para distribuir a quantidade de água adequada lenta e uniformemente, nas raízes das plantas ou próximo delas, eliminando as perdas.
Estes componentes, combinados com controlos avançados que ajustam os calendários de rega de acordo com as condições climatéricas e as necessidades das plantas constituem alguns dos sistemas mais eficientes disponíveis hoje em dia.

Rain Bird
em «
O uso inteligente da água»

sistemas de rega agricola, sistema de rega agricola, sistema de rega, sistemas de rega, rega agricola, como instalar sistema de rega,

Ensaios a Solos

EngenhariaGeotecniaLegislaçãoVias de Comunicação

Pode consultar as normas ou especificações válidas para os ensaios em http://www.lnec.pt/servicos/ensaios.

  • E 218 (1968 ) – Prospecção Geotécnica de Terrenos: colheita de amostras, LNEC.
  • E195 (1966) – Solos: preparação por via seca de amostras para ensaios de identificação, LNEC.
  • NP 83 (1965) – Solos: Determinação da densidade das partículas.
  • NP 84 (1965) – Solos: Determinação do teor em água.
  • NP 143 (1969) – Solos: Determinação dos limites de consistência.
  • E 196 (1967) – Solos: Análise granulométrica, LNEC.
  • E 197 (1966) – Solos: Ensaio de compactação, LNEC.
  • E 198 (1967) – Solos: Determinação do CBR, LNEC
  • E 199 (1967) – Solos: Equivalente de areia, LNEC
  • E 204 (1967): – Solos: Determinação da baridade seca “in situ” pelo método da garrafa de areia, LNEC
  • E 240 (1971) – Solos: Classificação para fins rodoviários, LNEC.
  • ASTM D 2487 (1985) – Classificação unificada de solos
  • ASTM D 2922 – Ensaio de controlo de compactação pela sonda nuclear.

ensaio de garrafa de areia, classificação de solos para fins rodoviários, lnec classificacao e solos, normas solos astm,