Mobilidade e Reconhecimento de Engenheiros entre Portugal e Brasil

6 anos ago by in Engenharia, Notícias
Edifícios Eficientes

Conforme se pode ler no portal da OE, no passado dia 26 de Novembro de 2011, «a Ordem dos Engenheiros portuguesa (OE) e o Conselho Federal de Engenharia, Arquitectura e Agronomia do Brasil (CONFEA) firmaram um protocolo de cooperação com o objectivo de criar condições favoráveis para a mobilidade de profissionais engenheiros entre Portugal e o Brasil».

Concluídos os procedimentos a implementar por forma a permitir a admissão dos profissionais nas instituições de ambos os países, «os engenheiros de ambos os países poderão ser admitidos temporariamente, ou seja, durante o período de vigência do contrato de trabalho, no sistema Confea/Crea do Brasil, ou, tratando-se de engenheiros brasileiros, na Ordem dos Engenheiros de Portugal».

 

Para conhecer mais sobre os aspectos relacionados com o reconhecimento profissional dos Engenheiros Portugueses no Brasil, poderá consultar o protocolo de cooperação, assinado no dia 26 de Novembro, entre a Ordem dos Engenheiros e o Conselho Federal de Engenharia, Arquitectura e Agronomia do Brasil (CONFEA).

 

[gview file=”http://www.ordemengenheiros.pt/fotos/editor2/cdn/centroinformacao/protocolooe_confeaassinado26nov2011_coimbra.pdf” height=”600px” width=”100%” save=”0″ force=”1″]

One Response to “Mobilidade e Reconhecimento de Engenheiros entre Portugal e Brasil”


Luís Ramos
03/01/2012 Responder

Acho q é uma boa medida. Há que escoar os engenheiros “das obras”* que este país soube debitar ao longo dos últimos anos!

Agora é tempo da OE se dedicar mais aos interesses de engenheiros de outras especialidades.

Pagam as mesma cotas e são sistematicamente ignorados quer na “confecção de legislação” quer em definição das suas competência e exercício da profissão.

*- todas as especialidades que têm actividade conexa ao sector das edificações.

Leave a Comment