U-Multirank e U-Map – Ranking das Universidades Europeias pela Comissão Europeia

6 anos ago by in Mundo, Ranking

As universidades europeias, serão em breve avaliadas através de dois projectos em desenvolvimento e apoiados pela Comissão Europeia, o U-Multirank e U-Map.

 

O projecto U-Multirank, tem como objectivo desenvolver um ranking que respeite a natureza multidimensional e heterogénea do mundo das universidades.

 

Não se irá focar exclusivamente na investigação mas analisará cinco diferentes dimensões da performance de uma universidade:

  • Ensino e aprendizagem
  • Investigação
  • Transferência de conhecimento
  • Envolvimento regional
  • Internacionalização

 

Apesar deste tipo de classificações ser sempre polémico, o U-Multirank parece ser um projecto interessante e isento o suficiente para ser reconhecido mas, para os mais desconfiados fica a ideia de que: “só quem aceita ser avaliado está disponível para mudar”.

 

Na fase piloto do projecto U-Multirank, desenvolvida de Junho de 2009 até Junho de 2011 e que contou com a participação de algumas instituições convidadas (157 instituições em 57 países), participaram em representação de Portugal, a Universidade do Porto, a Universidade de Lisboa, a Universidade Nova de Lisboa e o Instituto Politécnico de Leiria.

[hr]

Se o U-Multirank serve para avaliar, então também é necessário tratar e organizar esses dados para uma fácil leitura.

Nesse sentido, está a ser desenvolvido o U-Map, também um projecto da Comissão Europeia, no âmbito do Programa Aprendizagem ao Longo da Vida, que tem por objectivo classificar as mais de 3000 instituições de ensino superior existentes na Europa.

 

Da necessidade de organizar a apresentação dos resultados, surge agora o U-Map, uma classificação multi-dimensional europeia, não hierárquica, tendo por base dados objectivos e permitindo, assim, retratar cada estabelecimento e, do mesmo passo, ‘mapeá-lo’ junto dos seus congéneres europeus.

Esta multi-dimensão institucional gravita em torno de seis grandes áreas:

  • Perfil de ensino e aprendizagem
  • Perfil dos estudantes
  • Investigação & desenvolvimento
  • Troca de conhecimentos
  • Orientação internacional
  • Envolvimento regional

Com a generalização e a aceitação do processo de Bolonha, alcançou-se uma melhor distribuição e mobilidade social no acesso e frequência do ensino superior, só que esta mobilidade apenas ganha reconhecimento se estiver fundada em sistemas de verificação de qualidade e transparentes, tanto ao nível dos resultados como na sua apresentação.

[gview file=”http://www.enid-europe.org/conference/abstracts/Kaiser_jongbloed%20(Higher%20Education).pdf” height=”400″ width=”100%” save=”0″ authonly=”1″ force=”1″]

Para saber mais, visite http://www.u-multirank.eu/ e http://www.u-map.eu/

 

Leave a Comment