Sistemas de Rega – Concepção e Instalação

11 anos ago by in Arquitectura, Engenharia, Hidráulica, Vias de Comunicação

Se tiver em conta que 70% de toda a água utilizada no mundo é usada para regar plantações agrícolas e jardins, a ideia de poupança de água através da rega eficiente é vital no futuro das nossas reservas de água.

Os sistemas de rega, nas suas variantes, utiliza aspersores, que podem variar de pequenos pulverizadores emergentes usados num simples jardim, até aspersores rotativos de maiores dimensões para aplicações comerciais ou agrícolas; ou, em sistemas de baixo volume, gotejadores, brotadores e micro pulverizadores para distribuir a quantidade de água adequada lenta e uniformemente, nas raízes das plantas ou próximo delas, eliminando as perdas.
Estes componentes, combinados com controlos avançados que ajustam os calendários de rega de acordo com as condições climatéricas e as necessidades das plantas constituem alguns dos sistemas mais eficientes disponíveis hoje em dia.

Rain Bird
em «
O uso inteligente da água»

Na execução de um projecto de rega o melhor será pedir a ajuda aos profissionais que na maioria das vezes até fazem o serviço de forma gratuita. De qualquer modo, não perde nada em saber como dimensionar:

Em termos de manutenção, o maior perigo dos sistemas de rega serão pressões elevadas, impurezas e um Inverno rigoroso, por isso será sempre essencial preparar o sistema para o Inverno.

Sem uma preparação adequada o seu sistema de aspersores pode ficar danificado devido a temperaturas de congelação. É essencial desligar o fornecimento de água ao sistema de rega e proteger as válvulas de segurança contra o gelo, isolando-as e drenando a água das tubagens e dos aspersores.

Mais informaçao:

Leave a Comment