Melhores Universidades e Politécnicos para Estudar em Portugal

6 anos ago by in Arquitectura, Engenharia, Ranking
stats

Se por um lado os rankings causam, no geral, grande polémica por serem cegos e considerarem apenas determinados parâmetros, é certo que são um bom ponto de partida, por isso, conheça de seguida um dos últimos rankings disponíveis sobre a qualidade do ensino superior em Portugal.

POSITION
WORLD RANK UNIVERSITY  SIZE  VISIBILITY  RICH FILES  SCHOLAR
79 Universidade do Porto 171 98 184 103

178 Universidade Técnica de Lisboa 426 319 174 134

260 Universidade de Coimbra 268 346 332 273

263 Universidade do Minho 159 545 262 212

361 Universidade de Lisboa 1,195 670 378 211

488 Universidade Nova de Lisboa 1,202 858 564 354

503 Universidade de Aveiro 562 1,283 963 219

722 Universidade Católica Portuguesa 1,881 443 989 1,187

781 Universidade de Évora 816 1,098 1,099 864

885 Universidade de Tras os Montes e Alto Douro 2,079 1,921 344 817

934 Instituto Politécnico do Porto 2,663 798 1,612 1,286

1002 Universidade da Beira Interior 2,761 1,801 1,394 929

1148 Instituto Politécnico de Lisboa 4,161 2,072 1,309 1,071

1148 Universidade do Algarve 985 3,355 914 974

1335 Universidade da Madeira 1,526 2,483 2,371 1,449

1371 Instituto Politécnico de Bragança 3,450 4,180 1,870 927

1404 Universidade dos Açores 2,598 3,609 1,586 1,261

1525 Instituto Superior Politécnico de Viseu 3,015 280 1,917 2,633

1531 Instituto Politécnico de Leiria 1,805 4,232 1,732 1,442

2172 Instituto Politécnico de Setúbal 3,095 1,158 2,931 3,693

2285 Universidade Fernando Pessoa 1,908 3,846 2,177 2,153

2293 Instituto Politécnico de Viana do Castelo 3,398 1,506 2,439 3,677

2321 Instituto Politécnico de Castelo Branco 2,610 2,991 2,347 2,393

2339 Instituto Politécnico de Tomar 3,514 2,130 2,616 2,892

2400 Instituto Politécnico de Santarém 923 3,451 2,430 2,579

2588 Instituto Superior de Engenharia de Lisboa 3,611 1,504 4,249 4,434

2588 Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (3) 2,027 4,523 3,461 2,202

2845 Escola Superior de Educação de Coimbra 6,563 1,195 5,864 5,278

2877 Instituto Superior de Psicologia Aplicada 2,784 3,969 3,800 2,700

2935 Instituto Politécnico de Beja 4,686 3,957 1,752 2,995

3843 Instituto Politécnico de Guarda 7,323 6,969 3,259 2,298

4020 Instituto Politécnico de Coimbra 8,314 8,256 7,247 1,974

4492 ISCTE Instituto Universitário de Lisboa 1,027 12,933 5,831 1,923

5136 Escola Superior de Educação Paula Frassinetti 4,995 8,598 6,320 2,931

5229 Instituto Superior Politécnico de Gaya 3,500 7,579 6,003 4,254

5329 Universidade Portucalense Infante D Henrique 7,034 9,091 4,003 2,911

6084 Instituto Superior de Linguas e Administração Leiria 4,550 4,908 9,412 8,237

6273 Instituto Piaget 4,398 7,536 5,774 6,228

6443 Instituto Superior Miguel Torga       8,959 5,894 7,225 6,828

6446 Instituto Superior da Maia 10,061 6,860 5,173 5,907

6600 Escola Superior de Tecnología e Gestão de Portalegre 3,239 11,182 1,891 4,796

7326 Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing 10,034 9,701 8,552 3,882

7331 Instituto Superior de Engenharia de Coimbra 3,974 10,494 3,484 6,053

7475 Escola Superior de Saúde de Portalegre 9,370 6,025 9,640 8,237

7546 Escola Superior Agrária de Coimbra 10,372 10,155 3,608 5,007

7608 Instituto Politécnico do Cavado e do Ave 3,604 10,996 3,882 6,053

8639 Instituto Politécnico de Portalegre 3,730 11,185 6,335 7,159

9098 Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra 10,039 11,065 5,456 6,573

9209 Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitario 11,254 9,615 5,505 8,237

9443 Universidade Autónoma de Lisboa 14,325 7,864 10,172 8,237
9605 Escola Superior de Música e Artes do Espectaculo 6,838 12,088 4,274 7,596

9782 Escola Superior de Enfermagem de Lisboa 12,615 13,121 6,704 4,315

9788 Escola Superior de Enfermagem do Porto 3,270 13,771 9,412 5,430

10134 Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril 4,691 11,835 5,703 9,576

10209 Instituto Superior de Linguas e Administração Lisboa 16,412 7,416 10,736 9,576

10209 Escola Superior de Saúde Egas Moniz (1) 11,918 10,927 5,944 8,237

10323 Instituto Superior Dom Afonso III 10,283 12,800 11,502 5,007

10535 Universidade Atlântica 1,567 15,001 5,090 7,159

10716 Escola Superior de Educação de Portalegre 3,993 12,506 7,785 9,576

10828 Instituto Superior de Educação e Ciências 9,942 10,998 12,044 8,237

11047 Escola Náutica Infante Dom Henrique 10,078 12,294 7,755 8,237

11119 Instituto Superior de Ciências Empresariais e Turismo 7,384 13,795 10,187 6,388

11152 Escuela Universitaria das Artes de Coimbra 5,084 11,260 14,174 9,576

11211 Instituto Superior de Gestão 9,819 11,331 9,967 9,576

11300 Escola Superior de Enfermagem de Coimbra 4,999 11,965 12,755 9,576

11346 Escola Superior de Saúde de Alcoitão 12,861 11,538 10,107 8,237

11346 Instituto Portugues de Administração de Marketing Aveiro / Porto / Lisboa 6,886 11,242 13,707 9,576

11530 Escola Superior de Tecnología da Saúde de Coimbra 10,643 12,147 7,996 9,576

11630 Escola Superior de Artes e Design Matosinhos 11,523 9,770 15,750 9,576

11838 Escola Superior Agrária de Elvas 8,649 12,485 10,569 9,576

12032 Academia Militar Portugal 13,323 11,980 9,222 9,576

12208 Universidade Aberta 7,675 12,322 14,240 9,576

12307 Instituto Superior de Saúde do Alto Ave 9,289 13,862 10,533 8,237

12425 Instituto Superior Novas Profissões 11,764 12,988 9,612 9,576

12638 Instituto Superior Bissaya Barreto 12,172 13,291 9,098 9,576

12839 Instituto Superior de Paços de Brandão 8,479 13,179 14,240 9,576

13234 Escola Superior Artistica do Porto 16,843 12,875 9,315 9,576

13553 Universidade Lusofona do Porto 8,784 12,334 18,143 9,576

14037 Instituto Superior de Gestão Bancaria 13,568 14,692 13,334 8,237

14049 Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich 16,719 14,536 12,315 7,596

14092 Instituto Superior de Ciências da Informação e de Administração 14,715 13,302 14,868 9,576

14402 Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais 12,886 14,681 13,194 9,576

14460 Escola Superior de Educação João de Deus 15,674 14,012 13,400 9,576

14531 Escola Superior de Educação de Torres Novas 10,268 15,914 10,764 9,576

14576 Instituto de Estudos Superiores de Fafe 10,586 15,572 12,589 9,576

14641 Instituto Superior de Comunicaçao Empresarial 16,394 14,802 10,220 9,576

15049 Instituto Superior de Administração e Gestão 6,859 14,556 18,742 9,576

15167 Escola Superior Gallaecia 14,052 15,472 13,079 9,576

15195 Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny 7,172 15,255 17,631 9,576

15223 Instituto Superior de Tecnologías Avançadas Lisboa / Porto 18,846 13,930 14,203 9,576

15248 Escola Superior Artistica do Porto Guimaraes 15,781 14,881 14,240 9,576

15422 Escola Superior de Enfermagem de Vila Real 19,449 13,790 14,469 9,576

15540 Instituto Superior de Serviço Social do Porto 3,723 16,493 18,742 8,237

15777 Escola Naval da Marinha 16,455 15,037 15,539 9,576

15988 Escola Universitária Vasco da Gama 11,963 16,847 13,616 9,576

16086 Escola Superior de Educação Almeida Garret 13,127 15,190 18,143 9,576

16254 Instituto Superior de Administração e Línguas da Madeira 18,408 15,692 13,981 9,576

16355 Escola Superior de Tecnologías e Artes de Lisboa 19,666 14,065 16,555 9,576

16547 Escola Superior de Actividades Imobiliarias 14,496 15,678 17,631 9,576

16579 Universidades Lusíada de Lisboa 4,460 19,886 2,466 6,573

melhores universidades de portugal, ranking universidades portuguesas, ranking das universidades portuguesas, ranking universidades portuguesas 2011, ranking das universidades portuguesas 2011, melhores politecnicos de portugal, melhor universidade de portugal,

16 Responses to “Melhores Universidades e Politécnicos para Estudar em Portugal”


[…] Melhores Universidades e Politécnicos para Estudar em … – Na semana passada em Paris, a quando do seu discurso durante a Conferência Geral da Organização Institucional da OCDE de Gestão no Ensino Superior, intitulado …… […]

Anónimo
23/07/2012 Responder

[…] […]

anonimo
17/07/2012 Responder

Os parâmetros tidos em conta para este ranking são poucos a não contabilizados adequadamente! O ranking que mais parâmetros têm em conta e de forma adequada é
http://www.timeshighereducation.co.uk/world-university-rankings/2011-2012/top-400.html

Rddoa
24/04/2012 Responder

Na semana passada em Paris, a quando do seu discurso durante a Conferência Geral da Organização Institucional da OCDE de Gestão no Ensino Superior, intitulado “Ensino Superior em um mundo totalmente alterado: Fazer mais com menos”, Reed descreveu o principal ranking global de universidades, divulgado recentemente, classificando-o como “uma doença”.
Reed discordou que universidades melhor classificados como Oxford e Cambridge fossem melhores do que outras. “Elas são diferentes, elas não são melhores. Todas as universidades são boas porque elas agregam valor ao que fazemos”, foi uma das afirmações recebidas por aplausos.

A história do ranking mostra que ao medir as coisas erradas “pode produzir distorções e acções perversas”, disse Ellen Hazelkorn, professor no Instituto de Tecnologia de Dublin e autora de um livro a ser publicado, denominado “Rankings e Batalha de Classe Mundial de Excelência – Como os  rankings estão remodelando o ensino superior.

“Em última análise, o imperativo de política pública é perdida na crença de que a quantificação é sinónimo de qualidade. Política de decisões por números não é a solução que muitos governos pensam que é”, disse ela.

Janyne Hodder, uma  ex-reitora da Universidade das Bahamas, disse que o ranking desvirtuou-se dos objectivos das universidades dos países em desenvolvimento.

“A expansão dos sistemas nacionais e internacionais de rankings colocou pressão sobre muitas universidades já estabelecidas  para buscar parceiros semelhantes e concentrar a sua divulgação internacional de uma forma que possam melhorar o desempenho no ranking e não o desempenho académico.”

Embora admitindo “As universidades serão sempre julgadas por padrões internacionais de qualidade”, Hodder acrescentou: “A percepção do ensino superior como um empreendimento humanista que visa enriquecer a condição humana em todos os campos da actividade humana aparece quase singular em um mercado ferozmente competitivo globalmente, que pode reposicionar a educação como um bem de mercado. ”

No entanto Brian Denman, da Universidade de New England, na Austrália, foi mais positiva sobre  os rankings. Em uma apresentação sobre consórcios de universidades internacionais, ele disse acreditar que “no futuro, as instituições não irão basear a sua reputação nas tabelas de campeonato, mas nas redes que elas criam.

“Enquanto eles podem fazê-lo por imperativos económicos antes de mais nada, o que parece promissor é que os consórcios internacionais ajudam a ampliar não só a reputação daqueles estudiosos que representam o grupo, mas também das instituições às quais eles estão relacionados.”

Durante a conferência da OCDE, esta semana Barbara Ischinger, diretor da OCDE de Educação, admitiu que muito pouco se sabe sobre a qualidade dos diplomas universitários. “Ainda sabemos muito pouco sobre o que os alunos aprenderam em seu tempo na universidade ou na faculdade”, disse ela.

Richard
29/03/2012 Responder

Isto das faculdade e institutos deviam estar separados cada um com o curso. E ai já se sabia qual era a melhor faculdade ou instituto.

Oferta IESF (Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais)

Licenciaturas

Gestão e Negócios
Gestão Financeira e Fiscal
Gestão e Sistemas de Informação

Pós Graduações

Direcção de Empresas
Estratégia Empresarial
Gestão e Fiscalidade
Análise Financeira
Marketing
Recursos Humanos
Higiene e Segurança do Trabalho
Recursos Humanos com especialização em Higiene e Segurança do trabalho
e-PG em Direcção de Empresas

Cursos de MBA
com especialização em:

Gestão de Empresas
Finanças e Fiscalidade
Marketing e e-Business
Recursos Humanos
Higiene e Segurança no Trabalho
Executivo para não Licenciados
Empreendedorismo (edição especial para mulheres)
X-Press MBA
e-MBA Gestão de Empresas

Mestrado

Gestão e Negócios

PAM Programa Avançado de Management

Poder e decisão

Cursos à Medida

Direito do trabalho
Curso de preparação à CTOC

Bruno
24/11/2011 Responder

um bocado para o FAIL este post so vou mandar dois (bitaites)

1º- o tecnico provavelmente é am elhor escola pois é a que consegue empregar mais pessoas logo, so ai gaja de longe.
2º Faculdade de Lisboa?! really?! lol é memso de quem nunca meteu lá os pés e nunca se deu ao trabalho de elaborar um estudo como deve ser…. dica de borla ( edifício de letras a nivel de condições e aulas = fail)

E o mais giro é que depois tem escolas com um alto nivel de empregabilidade lá para baixo da lista
esta lista não tem fundamento nenhum por mais fontes que estejam ai para justificar esta tabela….
Aliás esta tabela só demonstra a falta de conhecimento que existe sobre as faculdades e ips….

LUIS
21/11/2011 Responder

O ISCTE – IUL em 42º looooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooollllllllllllll

Tchiwa
16/08/2011 Responder

Na verdade assim como estao os resultados acaba descredibilizando por completo o vosso Ranking!!
Li numa revista inglesa a tempos quais as universidades recomendadas na europa e em Portugal para estudar; E dessa retive o seguinte:
1. A Universidade de Coimbra era reconhecida como de reputacao mundial especialmente para estudar DIREITO e medicina.
2. A Universidade (classica) de Lisboa com reputacao europeia para estudar MEDICINA e direito.
3. O ISCTE-IUL para estudar GESTAO a que se segue a Universidade Nova.
4. O ISPA para estudar PSICOLOGIA a que se segue a de coimbra e (classica) de Lisboa.
5. A Universidade Tecnica para estudar alguns cursos consideraveis de ENGENHARIAS. Por ai adiante. isto BARALHOU_ME!

5. Universidade do Minho para estudar INFORMATICA.

gustavo
22/07/2011 Responder

Olá João..
As coisas que sei, são situações experienciadas por alunos.. que vão desde a falta de organização extrema até exames que são iguais de à 10 anos para cá… se isto é a melhor universidade do País nem quero pensar em como seriam as outras… felizmente exitem aquelas que fazem a diferença!
Abraço

filipe
19/07/2011 Responder

peço desculpa pelo comentário duplicado mas tive uns problemas com a rede e cas actualizações isto seguiu duas vezes.

filipe
19/07/2011 Responder

tive a mirar nas cenas todas e até já conhecia os websites referidos mas não gosto dos resultados. Em primeiro lugar, não se adaptam de forma nenhuma à situação Europeia em que as ofertas de cursos de 1ºciclo e de 2º e 3º ciclos são condicionadas com a tipologia de instituição (Universidade/Politécnico) que permite ou não o desenvolvimento de projectos de investigação e divulgação científicas. De seguida, valorizam excessivamente as páginas online de cada instituição e o volume de alunos que cada uma comporta (mais alunos = mais pontos).
Na minha opinião pessoal, resta-nos esperar por uma avaliação actual e fundamentada por parte dos nossos Ministérios, que mesmo que não recorra à metodologia de rankings, pelo menos que seja capaz de identificar as valências e lacunas de cada instituição. Esperemos que não demore…

Gustavo
17/07/2011 Responder

Olá
Gostaria de saber quais são os critérios/parâmetros utilizados para fazer o ranking. Por outro lado, acho interessante a perspectiva do Mauro, uma vez que as universidades deveriam ser cotados em separado e não na totalidade, assim coimbra nunca estaria em primeiro!

João Cunha
17/07/2011 Responder

Olá Gustavo.
Existe alguma coisa que tu sabes que nós não saibamos para teres a certeza de que essa tua afirmação é verdadeira?

Mauro T.
16/07/2011 Responder

Acho sempre estes rankings muito falaciosos, pelo simples motivo que são consideradas as Universidades como um todo e não as faculdades/institutos individuais de cada faculdade.

SE CALHAR a faculdade de ciências e tecnologias da Universidade Nova de Lisboa até é melhor que a faculdade de ciências e tecnologias da Universidade de Coimbra. No entanto, o ranking não coloca isso nessa perspectiva, pelo que o considero bastante limitado.

Repare-se que não frequento nenhuma dessas universidades.

filipe
15/07/2011 Responder

Boas ;)
Gostaria só de saber em que é que se baseiam esses rankings? foram adaptados de algum estudo ou é mesmo por parâmetros vossos? é que eu queria mesmo o que é usado para fazer rankings destes.
obrigado!

Helder Costa
15/07/2011 Responder

Duas fontes foram utilizadas:

http://www.4icu.org/
http://www.webometrics.info/

Para perceber como funciona o ranking da webometrics, veja http://www.webometrics.info/about_rank.html

Para mais informações, visite ainda https://woc.uc.pt/quimica/getFile.do?tipo=1&id=469

Cumps

Leave a Comment