PTDD Partition Table Doctor

Recupere o conteúdo perdido do seu disco através desta ferramenta única pela sua rapidez e eficácia… Este é um daqueles programas que tem que conhecer!

Estava a utilizar um disco portátil quando este encravou e sem mais nem menos, deixei de conseguir abrir o disco… o cenário não podia ser pior já que ao tentar aceder ao disco era-me perguntado:

O disco não está formatado, deseja formatá-lo agora?

É claro que não queria formatar o disco! Queria era salvar os meus documentos e ficheiros insubstituíveis…

Comecei por experimentar o «GetDataBack», que já me salvou umas quantas vezes, …,  mas estava a perder muitos ficheiros e tempo na recuperação…

Foi então que após algumas pesquisas encontrei o PTDD Partition Table Doctor - versão 3.5, um programa que se veio revelar ser simples, rápido e, mais importante, EFICAZ, já que através da opção ‘Fixboot’ resolveu, em poucos segundos, o meu problema… é mesmo isso, segundos!

Este software é apresentado como:

Partition Table Doctor é um software de recuperação de dados para voltar a repor a partição do disco. Este versátil utilitário verifica e repara o master boot record, tabela de partições e sectores de arranque da partição danificados, em discos com ficheiros de sistema FAT16/FAT32/NTFS/NTFS5/EXT2/EXT3/SWAP.

http://www.ptdd.com/
  • http://lumjoblwdwca.com/ ofjzchj

    gU97hy wqzbgehzruoy

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100003405405041 Jonathan

    me uno al grupo de adele’s fans…es de lo más varnibte y emocionante. Como siempre en este blog, lo mejor de lo mejor! :-)

  • Pedro

    Galera voces não tem ideia de quantas pessoas precisam dessa infomação, diga-se de passagem pessoas desesperadas, que perderam seus dados.

    Na minha opinião o melhor artigo que fizeram sobre o tema

    Parabéns

  • luís gonçalves

    apenas quero referir que também já passei por uma variante da situação descrita… no meu disco externo tinha uma pasta com aprox. 100 GB que de um momento desapareceu (não era de forma alguma visível no explorer do windows ou linha de comandos do Dos) sem que o espaço tivesse sido libertado. Tentei várias ferramentas e acabei por resolver recorrendo ao Linux (uma versão com boot para correr a partir de pendisk). Apenas iniciei o pc com sistema operativo LInux e liguei o disco externo e estava lá tudo!! O Linux reconhece o tipo de ficheiro em causa e permite abir, visualizar conteudos ou executar… o único problema é que tive que renomear os ficheiros um a um pois perderam o nome original.
    Fiquei bastante agradado com a resposta que tive neste caso por parte de um sistema operativo que desconhecia muito superficialmente, tanto que já instalei paralelamente ao windows xp.
    Abraço e obrigado pelo blog fantástico e repleto de boa informação e conteúdos.