Projeto Moisés | Diques flutuantes para proteger Veneza

7 anos ago by in Engenharia, Obras emblemáticas
Projeto Moisés - Veneza

Para salvar Veneza das marés altas e das inundações está em marcha o projeto Moisés, uma obra com cerca de 20 km e que envolve um investimento de 5,4 bilhões de euros na construção de diques flutuantes.

[callout1]

«Temos 18 km de obras em terra e mar, e quando o sistema for concluído protegerá Veneza de uma maré alta de 3 metros», explica a arquiteta Flavia Faccioli, membro do grupo Consorzio Venezia Nuova, que reúne cinquenta empresas de vários portes encarregadas do projeto.

[/callout1]

O Moisés é um sistema de 78 diques móveis divididos em quatro seções nos três acessos à lagoa de Veneza, a maior, dividida em duas partes com a construção de uma ilha artificial no meio.

 

Esses diques, que têm a forma de caixas gigantescas, são inseridos em imensos tanques feitos no fundo do mar. Em caso de maré muito alta, esses diques serão ‘inflados’ com ar sob pressão e deixarão os tanques para proteger a lagoa, e, quando o perigo for descartado, eles serão novamente enchidos de água para voltar ao fundo.

«O maior tanque pesa 22.000 toneladas e será transportado, como os outros, com a ajuda de máquinas especiais fabricadas por uma empresa norueguesa. Cada máquina suporta até 350 toneladas, o equivalente a um Boeing 747», explica o engenheiro.

O transporte dos depósitos “levará de um a três dias” para que algumas centenas de metros até a “sincrolift, a maior plataforma desse tipo no mundo”, acrescenta Pellegrini.

O “sincrolift” é uma espécie de elevador que serve para descer o tanque no mar, onde, quando for atingida a uma distância que o permita flutuar sozinho, será levado com a ajuda de uma barca ao local onde será depositado no espaço previsto, e receberá os diques, dois ou três por tanque.

 

A vulnerabilidade de Veneza se agravou no decorrer dos anos com a elevação do nível do mar e a Sereníssima afundou 23 cm no século XX.

Veneza registra todos os anos vários episódios de “acqua alta” quando a maré alta no Adriático ultrapassa um metro e causa o transbordamento dos canais; a água invade, então, os locais mais famosos, entre eles a Praça São Marcos.

Fonte: AFP

diques de veneza,

Leave a Comment