Casa mais cara do Mundo está à venda

Se está à procura de casa e o seu orçamento é ilimitado, saiba que pode tornar-se proprietário da mais cara casa do Mundo, pela módica quantia de 120 milhões de euros. O anúncio saiu no
site da revista «Forbes».

Algumas informações:
- Localização: EUA, Estado de Montana – resort privado, o Yellowstone Club
- Dono de Obra: Tim Blixseth (magnata do sector da construção e imobiliário)
- Superfície (envolvente): 65 hectares
- Área de construção: 16 mil m2
- Preço: 120 milhões de euros

Observações:
A mansão tem uma piscina coberta/descoberta contínua (separada por um painel de vidro deslizante), um cinema, 10 quartos e está mobilada. Tem também uma gôndola particular para transportar os moradores até à pista de esqui do Yellowstone Club.

Tim Blixseth ocupa a 322ª posição na lista dos homens mais ricos do Mundo, da revista «Forbes», com uma fortuna estimada em 1,2 mil milhões de dólares.
É que, segundo o promotor, «algumas pessoas têm de ter o melhor, o preço não é importante».

A segunda casa mais cara era uma residência situada em Updown Court, Windlesham, na Inglaterra, pela qual tinham sido pedidos 108 milhões de euros. Clique aqui para a conhecer.

in Agencia Financeira, 29.01.2007

casa mais cara do mundo, casas mais caras do mundo, a casa mais cara do mundo, as casas mais caras do mundo, as casas mais lindas do mundo, casa mais rica do mundo, casas mais altas do mundo,

  • carlos

    o site esta jiro e acho que esses comentarios nao tem nada a ver se nao quisecem nao vinham ca

  • ines

    Acho que o site nao esta mal feito, mas poderiao falar doutra coisa, como por ex. escolas,hospitais,…
    Assim nao se pode viver.

  • caio

    tem muitas pessoas morrendo de fome eles podiam dar esse dinheiro todo pras pessoas carentes né

  • caio

    puxa se eu tivesse esse dinheiro todo eu ia comprar outra coisa não presiso dessa casa ja tenho uma mansão

  • lenai

    nossa é uma bela casa.porém existe muitas pessoas morrendo de fome no mundo,esse dinheiro ajudaria muitas famílias.

  • Fernando

    Isso não é verdade, essa deve ser a segunda acsa mais cara do mundo, pois a mais cara foi a casa da brasileira Lily Safra. Sua casa foi vendida para um empresário Alemão pela modestia contia de 2,8 bilhoes de dolares. A casa está situada nos EUA, porém não sei onde direito. Lily Safra é a ex- mulher de Rodolph Safra (dono do Grupo Safra e do Banco Safra), o homem mais rico do brasil e na lista de forbes do mundo ele está em 207º lugar. Abraços.

  • hugo

    não fação isso tem quem precisa desse dinheiro…

  • Pingback: A Casa Mais Cara do Mundo « O Meu Quarto

  • http://www.gestaodoluxo.com.br Alexandre Mitram

    A “legalidade” do capitalismo é muito conveniente… para o capitalista! Todo esse dinheiro é fruto, não de mágicas, ou de uma excepcional aptidão em “fazer” dinheiro, mas sim da força de trabalho, pois sem essa, nada haveria de nada, de trabalhadores que nem sempre tem o minimo de dignidade para sobreviver, sequer sua retribuição, ou outros que com mais sorte, tendo podido pagar os estudos, ficam com aquilo que de pior a ciência ou a tecnologia pôde proporcionar até então! Belas casas e carros, camas flutuantes, cosméticos ou cirurgias milagrosas, membros artificiais prodigiosos, manjares dos deuses… quem da classe trabalhadora tem acesso a isso? A mair parte do dinheiro que adquirimos trabalhando vai para as empresas, coisas privadas de uma era da história as quais, por maldição do destino, foram legalizadas, das quais adquirimos serviços e produtos, normalmente como compensação pelas rudezas da vida. Não é preciso ser muito inteligente, embora pra isso tenha de se pagar também, para chegar a conclusão de que, se todo esse dinheiro angariado pelo consumismo tecnologico fosse *retornado* ou devolvido aos cofres públicos do estado, este não estaria nas condições depredadas em que se encontra; teriamos então uma sociedade onde a moral fosse legalizada, uma sociedade que acolheria a cada um de seus membros impreencindíveis, retribuindo-lhes na medida de seus esforços, em serviços e bens públicos que privariam esse ser humano da ganância individualista, do consumismo, dispondo de saúde, educação, lazer, cultura ou gastronomia de qualidades, ou o que mais este mundo civilizado da ciência pregou ou fez justificar-se e prometer-se. Mas todo esse dinheiro é empregado na máquina capitalista, legalizada neste tipo, e apenas nesse tipo, de sistema, de forma a se reproduzirem ainda mais produtos, normalmente condizentes em qualidade e durabilidade na mesma proporção da sua respectiva casta de consumidores, tornando-se estes os únicos meis de troca pelo trabalho empenhado, consumindo destes a maior parte de seus salários, como que por uma compensação pela rudeza da vida; Enquanto isso, aqueles que investem o capital, produto do trabalho, pois do que mais poderia ser, apropriado de forma legalmentíssima, como o dono dos meios de produção, acumula para si toda a riqueza gerada por centenas de almas humanas, inclusive a operária, ao qual investem para perpetuar e multiplicar o gerenciamento de ainda mais riquezas proporcinadas por milhares de almas humanas, a das que continuam comprando, riquezas que sao usufruidas por estes poucos em bens e produtos imorais, e legais, vivendo a bem dizer do esforço alheio, com tudo aquilo que a tecnologia e o tempo disperso tem de melhor e superfluo para oferecer. Um pequeno nicho de pessoas imorais, e legalizadas… Enfim, o luxo existe na mesma proporção da miséria. As mazelas do mundo são denunciadas pelo numero cada vez maior, no liberalismo, de pessoas imorais, que possuem conta bancárias maiores do que muitos cofres públicos, e que de forma nenhuma, são isentas, apenas por estarem legalizadas. A prova é empírica, e basta olhar ao redor. Os impostos são meras gorjetas para tais empresas, e os governos… fico a pensar se não são intermediários das mesmas. Só quem não entendeu são aqueles que acham que… tudo está sob a mais perfeita legalidade. A leis são circunstânciais, assim com qualquer coisa advinda do homem, e só este pode mudar sua condição na terra, através da vontade da maioria… A maioria, que, numa reflexão profunda, excetuando-se a parte que já perdeu de todo sua dignidade e se tornaram homens pombas, só se mantém saudável, e vivos, ainda, porque são a parcela genuína e ainda realmente humana, daquelas que angariam os lucros daquilo que conquistam, de forma espontânea, no coração de outras pessoas… as quais, neste mundo onde muita coisa enfadonha é legalizada, são as que fazem ainda valer viver, seja quais forem as circunstâncias!

  • Kateryna

    Acho que muitas vezes pensamos que estas luxurias são exagero, as vezes tambem penso que é assim mas esqecemo’nos quando um milionario perde tudo no casino e outros casos edenticos. Uma pessoa que neste mundo já alcançou tudo, que conseguiu uma fortuna por um caminho legal acho que merece desponibilizar-se numa casa como acima referida. Os outros não têm que obrigatoriamente sofrer pelos males dos outros, o mundo tem que ter diferenças na populaçao que nele habita, sempre foi assim e sempre será.

  • http://philoshippos.blogspot.com/ BisMarques

    Pelo menos é diferente do que se costuma ver por ai e gostos não se discutem!

  • http://amorizade.wordpress.com/ jacky

    É mesmo gozar com os pobres. Tanta gente a morrer de fome… Tanta criança que não chega a vingar por falta de tudo e ainda se dão ao luxo de pedirem este dinheiro por uma casa?
    Se eu tivesse esse dinheiro, mandava fazer uma casa ao meu gosto e aplicava o resto a ajudar os necessitados.

  • adwiki

    que nojo de casa. :)

  • http://ofactorf.wordpress.com/ Parvo Na Cadeira

    Bah, não quero. Tem quartos a mais!

  • http://textosparatudo.blogspot.com Victor Figueiredo

    caro colega, Helder:

    Muitos parabéns pelo blog/site, e pela informação disponibilizada. É de louvar e enaltecer a sua inicitiva, num país que tem muitas escolas e instituições que viram as costas à partilha da informação, e não seguem o magnífico exemplo dos nossos colegas do Brasil.

    Quis-lhe demonstrar o meu apreço, por isso.

    Victor Figueiredo.